27 99783-1149contato@gestaamoris.com.br

terapia

Na terapia familiar sistêmica, entende-se que a família é um sistema, onde todos os membros estão interligados e se movem de forma cíclica. por isso, a preparação para a chegada do bebê é tão importante.

O acompanhamento terapêutico auxilia na forma de ver esse novo formato, identificando os papéis de cada um, e aprendendo a lidar com as mudanças.

 
  • terapia sistêmica breve
  • terapia familiar
  • terapia de casais
  • terapia preventiva
  • terapia gestacional
  • pré natal emocional
  • terapia do puerpério
  • baby blues
 
 
 
 
 

terapia

A essência da Terapia familiar está fundamentada no fato de que o homem não é um ser isolado, mas ele é parte ativa e reativa de grupos sociais. O homem é um sistema, se tornando um subsistema de um sistema maior que é a família, que por sua vez é um subsistema de um sistema maior que é a sociedade.

A Terapia Familiar Sistêmica surgiu nos anos 50, na Califórnia, a partir do trabalho desenvolvido por Gregory Bateson e um grupo de colaboradores, com famílias de esquizofrênicos, vindo já da teoria Geral dos Sistemas, iniciada por Von Bertallanfy em 1947.

Entende-se que não se pode mais ignorar a pluralidade de causas que determinam em um dado momento uma situação. Seja qual for o aspecto que se estiver focando, é uma parte de um todo mais amplo, e por isso sempre olhamos o todo.

Se a família é um sistema, onde todos os membros são interligados, se movendo de forma cíclica, o que acontece com um membro acaba interferindo nos outros e faz com que todo mundo se mova no sistema. A família, então modificada, oferece a seus membros novas circunstâncias e novas perspectivas de si mesmos

O objetivo da terapia é “abrir novas possibilidades oportunizando uma mudança para melhor, é impossível tratar o sistema sem que se produza uma mudança básica na situação e nas relações”.

 

Na GestaAmoris você encontra vários tipos de acompanhamento:

 
 
 
 
 
  • terapia sistêmica breve
  • terapia familiar
  • terapia de casais
  • terapia preventiva
  • terapia gestacional
  • pré natal emocional
  • terapia do puerpério
  • baby blues
 
 
 
 
 

A ATUAÇÃO DA gestaamoris

Terapia individual e de família

Na terapia familiar sistêmica breve, entende-se que a família é um sistema onde todos os membros estão interligados e se movem de forma cíclica. O indivíduo influencia o seu contexto, e é por ele influenciado, este indivíduo que faz parte de uma família, membro de um sistema social, ao qual deve se adaptar. Suas ações são governadas pelas ações do sistema, e estas características incluem os efeitos de suas próprias ações passadas. E em muitas situações, encontram dificuldade nas situações de decisão e escolha, e até mesmo de se encontrar na vida e no futuro. A terapia atua nesses momentos, auxiliando no processo de autoconhecimento, identificação das queixas, e projeção para o futuro.

Terapia de casais e preventiva

No casamento, homem e mulher se casam, e se tornam os representantes das suas famílias, duas culturas diferentes. A partir desse momento, quando surge um filho, surgirá também uma nova família, pai, mãe e filho, onde pai e mãe são o eixo familiar, constituindo um equilíbrio, para o desempenho eficaz e funcional da família. E ela criará um novo ritmo. Só que, em alguns momentos, ao invés do equilíbrio, as famílias podem apresentar tensões, rigidez, que impedem a mobilidade do sistema familiar. E esse ritmo da família pode ser alinhado desde o noivado com a terapia preventiva.

Terapia gestacional e pré-natal emocional

Quando o casal engravida, muitas coisas estruturais e físicas são modificadas. E de forma ainda maior, acontece as mudanças emocionais, em especial na mulher. Um coquetel de hormônios faz essa mulher duvidar, acreditar, desconfiar, amar, dentre tantos outros sentimentos que se levantam nessa etapa. Por isso, a preparação para a chegada do bebê é tão importante. O acompanhamento terapêutico auxilia na forma de ver esse novo formato, identificando os papéis de cada um, e aprendendo a lidar com as mudanças, de forma segura e confiante.

Terapia do puerpério e maternidade

Lidar com as mudanças do puerpério não é fácil, mas é possível atravessar essa fase e colher os frutos. Na maioria das vezes, a mulher não sabe lidar com os sentimentos emoções que parecem novos nessa fase, somando a sentimentos de culpa, frustração, decepção consigo mesmo e tantas outras sombras que aparecem nessa fase. Acredite que você pode!!! Acredito que você consegue!!!

EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS

A família passa, cada vez mais, por um grande processo de transformação. E as mudanças vão ocorrendo a medida que o tempo vai passando, e de forma cada vez mais rápida. Os papéis de pai e mãe sofreram modificações por razões econômicas e culturais. Hoje, dentro do sistema familiar, nós encontramos diversos personagens, namorados e irmãos que são agregados ao sistema antes existente. E mesmo diante de tantas mudanças, a família permanece muito importante na formação, no desenvolvimento psíquico e emocional dos filhos, e os pais são as principais referências.

Quando nos tornamos adultos, a família fica dentro de nós, causando influência no comportamentos e nas reações emocionais, por isso diante de uma dificuldade é importante olhar para a família e buscar as respostas dentro dela.

Manter o equilíbrio no sistema familiar é difícil, mas absolutamente necessário para o bom desenvolvimento emocional de seus membros. A terapia de casal é um componente da terapia familiar. “A família nem sempre gera saúde emocional, mas a ajuda especializada pode mudar os ventos e trazer uma nova reorganização e relação entre seus membros, facilitando a vida de todos”. 

 
 
Fechar Menu